Um blog com conteúdos exclusivos sobre como soluções em cloud otimizam a produtividade e reduzem custos na sua empresa!
Respondendo as principais dúvidas sobre cloud computing

Respondendo as principais dúvidas sobre cloud computing

A cloud computing é uma tecnologia inovadora que está cada vez mais difundida nas empresas. Quebrando estereótipos, o serviço é direcionado para instituições de diversos setores, indo além de empresas de tecnologia ou setores de T.I.

Alguns dos motivos dessa abrangência são os benefícios que a cloud computing oferece, contribuindo para o gerenciamento das atividades, a qualificação das etapas de processo, a praticidade nos trabalhos de colaboradores e uma série de melhorias consequentes, ajudando em diversos segmentos dentro do local de trabalho.

Para entender como a cloud computing funciona, quais as possibilidades de uso e oportunidades para as empresas, separamos as principais dúvidas e respostas sobre cloud computing, objetivando sanar todas as questões e quebrar inseguranças relacionadas com a tecnologia. Confira essas questões e entenda um pouco mais!

1- O que é cloud computing?

De forma resumida, a cloud computing é um serviço oferecido para empresas ou mesmo uso individual, geralmente a partir da rede online de conexão, que permite, com acesso por eletrônicos, o aproveitamento de softwares, informações e programas de atividades diversas armazenados na nuvem.

Comparativamente, a cloud computing se aproxima dos servidores internos de uma empresa quando se trata do armazenamento de informações ou sistemas, ajudando a manter os dados íntegros e acessíveis. Porém, como oferece o armazenamento em um data center externo de última geração e padrões de segurança inigualáveis, bem como outras atividades que serão tratadas nos próximos tópicos, torna-se um diferencial pela quantidade e qualidade de serviços que apresenta ao usuário.

Outra questão é que o cloud computing independe da infraestrutura interna da empresa, eliminando a necessidade de instalar equipamentos de apoio e reestruturar o local de trabalho.

2- Quais os tipos de oferecimentos em nuvem?

Geralmente os planos que envolvem a computação em nuvem são adaptados de acordo com o fluxo de trabalho e tipos de atividades da empresa. Porém, existem 3 formas comuns que podem ser escolhas com a implementação da cloud computing, sendo elas:

Nuvem pública

A nuvem pública parte de um uso comum do servidor para instituições ou usuários diversos. O ambiente é público e comum, mesmo que existam acessos restritos para cada tipo de usuário.

Nesse modelo, o provedor do serviço em nuvem é responsável pela hospedagem, manutenção e apoio, porém, mesmo com controle da empresa em relação às suas atividades, os usos de cada empresa são restritos.

Nuvem privada

A nuvem privada é a integração do cloud computing dentro da empresa, ou seja, o responsável oferece o acesso interno, com necessidade de adaptar a infraestrutura para suportar e ser compatível com a tecnologia.

Com a nuvem privada apenas os usuários autorizados da instituição possuem acesso ao ambiente, gerando maior estabilidade, segurança e escalabilidade.

Nuvem híbrida

Assim como mencionado pelo nome, a nuvem híbrida mistura as duas possibilidades, integrando tanto a infraestrutura privada quanto a pública.

Com essa mescla, é possível manter sistemas e informações tanto em uma quanto em outra, considerando qual o ambiente mais adequado para cada tipo de dado ou aplicação.

3- Como posso aderir essa tecnologia?

A cloud computing pode ser implementada principalmente pela contratação de empresas especialistas que oferecem data centers e inúmeros outros serviços relacionados, proporcionado segurança em relação ao gerenciamento, armazenamento e processos intermédios que são responsabilidades do prestador de serviço.

4- Quais os diferenciais para o trabalho?

A cloud computing apresenta variados benefícios a partir de seu uso. Dentre eles, podemos citar 4 principais vantagens:

Armazenamento de dados e sistemas

O serviço em nuvem é uma das principais ferramentas para direcionamento de dados e sistemas. Como sua base é na rede online, há planos variados que se adaptam às necessidades da empresa a partir da quantidade de informações, abrangendo tudo isso com segurança, velocidade e praticidade.

Além disso, o backup pode ser programado ou tornar-se responsabilidade do provedor, excluindo a responsabilidade do contratante e mantendo as garantias que já fazem parte do dia a dia de qualquer empresa.

Acesso remoto

A nuvem pode ser acessada a partir de diversos dispositivos, como notebooks, computadores de mesa, tablets ou mesmo smartphones.

Essa variedade ajuda a acessar informações que foram salvas na nuvem a partir dos equipamentos, facilitando trabalhos remotos ou mesmo resoluções urgentes a partir de qualquer local.

Trabalho colaborativo

Leia também:  Você sabe o que é Transformação Digital?

De forma complementar ao acesso remoto, a cloud computing ajuda com o trabalho colaborativo, afinal, é possível liberar acesso para pessoas autorizadas em determinados documentos, além de consultar as últimas alterações e as versões anteriores.

Redução de custos

Por fim, um dos principais diferenciais é a ausência de custos que acompanha o serviço em nuvem. Afinal, mesmo com o investimento recorrente para que a nuvem seja mantida, é evidente que a empresa deixa de investir em infraestrutura de T.I. com servidores fixos, equipamentos novos ou mesmo manutenções pontuais, que tornam-se responsabilidade do prestador.

5- Como funciona o processo de migração?

Como cada plano depende do segmento da empresa, o processo de migração deve partir de 2 principais planejamentos:

Identificar os arquivos e necessidades da empresa

Ao entender as principais necessidades da instituição, é mais fácil visualizar quais as atividades devem ser priorizadas pelo serviço na nuvem.

Além disso, também é o momento de pontuar qual modelo de serviço é o ideal para a empresa e como as informações serão direcionadas.

Criar uma estratégia de migração

Após entender quais as principais deficiências e perspectivas da empresa, a prestadora de serviço responsável juntamente ao setor de T.I. definem os melhores processos de realocação dos dados, bem como prazos e projeções de estabilização.

6- Há segurança na cloud computing?

O ambiente online ainda gera inseguranças para muitas pessoas, principalmente considerando o crescimento de ameaças virtuais e acessos de dados sem autorização.

Porém, o cloud computing reforça a segurança do uso a partir de questões como:

  • Indicativos de procedimentos de segurança pelo provedor, como criação de senhas fortes e acesso apenas aos sites confiáveis;
  • Acesso de dados permitido para pessoas autorizadas, limitando alguns serviços na nuvem;
  • Uso de criptografia dos dados;
  • Backups automatizados e, também, com cópias direcionadas para servidores auxiliares para maior garantia.

Esses pontos podem ser adequados de acordo com a necessidade, além de oferecerem abertura para que outros processos de segurança sejam implementados, garantindo proteção a partir do uso.

7- A tecnologia é dependente da internet?

A cloud computing é viabilizado a partir da internet. Dessa forma, o uso pode ser feito por wi-fi, cabo de conexão ou mesmo redes de dados. O ideal é que exista um bom plano de internet para que os trabalhos não sejam interrompidos ou sofram com lentidão, garantindo total aproveitamento.

8- Para instalação, é necessário um plano de contingência?

A migração dos servidores para o cloud computing exige tempo e preparação dos usuários. Dessa forma, o momento deve ser planejado para que os trabalhos não paralisem, partindo de possibilidades como:

  • Manter redes de internet backup para os colaboradores, evitando sobrecarregar a linha durante a migração;
  • Realizar os trabalhos em etapas para que os funcionários não precisem parar suas atividades;
  • Focar em treinamentos para que os funcionários entendam as novas formas de trabalho, garantindo qualificação e aumento da performance tanto individual quanto da equipe.

Além desses pontos, é importante atentar-se ao período mais propício para a migração. Semanas com prazos apertados e muito corridas não devem ser consideradas, afinal, mesmo com preparo, podem existir imprevistos durante a migração, além do período de adaptação de cada colaborador.

9- Qual o valor da instalação?

Os valores de cada serviço variam de acordo com as exigências da empresa e planos do prestador. Porém, no geral os pacotes são mais interessantes do que manter servidores fixos, garantindo esse diferencial independentemente do acordo.

10- A escalabilidade da cloud computing é adaptável?

Assim como mencionado anteriormente, um dos principais destaques pela cloud computing é a possibilidade de armazenar dados e sistemas na nuvem.

Esse armazenamento é programado de forma que esteja sempre integrado ao fluxo de trabalho da empresa. Além disso, o processo é escalável, adequado-se aos ritmos de atividade, ou seja, oferecendo mais e menos espaço de acordo com a quantidade de dados processados.

Todas essas questões ajudam a entender como usar a cloud computing e de quais formas ele se torna um serviço interessante para a empresa. Para conferir planos e possibilidades, basta contatar especialistas como a Optidata, agendar uma análise e escolher um plano compatível, qualificando e otimizando a rotina de trabalho.

OptiData

Segurança, disponibilidade e otimização: a Optidata oferece soluções em cloud sob medida para a sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *