Compartilhar Inscreva-se

Ransomware: entenda a ameaça e como se proteger

Ransomware: entenda a ameaça e como se proteger

As ciberameaças não são novidades, muitas pessoas já tiveram seus computadores invadidos, impedindo a navegação, acessando arquivos sem necessidade ou mesmo hackeando contas nas redes sociais. Nas empresas, mesmo com a segurança da informação fortalecida, ainda há ameaças possíveis, principalmente quando o programa de invasão é direcionado para as instituições.

Dentre esses perigos, o ransomware é um software nocivo cada vez mais presente em território nacional, atacando arquivos, documentos, fotos, vídeos e uma série de informações valiosas — com foco principal em companhias. Assim, cabe às empresas investirem ainda mais na segurança dos dados, evitando que erros humanos, descuidos e possíveis invasões mal intencionadas comprometam as atividades da empresa.

Para saber um pouco mais sobre o malware e como se proteger, confira algumas informações sobre a ameaça e dicas para se prevenir!

O que diferencia o ransomware de outros vírus?

Explicando de forma simplificada, o ransomware é como aquele sequestrador que liga para famílias pedindo resgate.

Após infectar o equipamento, o malware criptografa silenciosamente os arquivos encontrados, ou seja, na maioria das vezes as informações são mantidas no computador, porém, só depois de concluir o processo o ransomware informa o usuário sobre a codificação dos dados, impedindo o acesso até que “pague o resgate”, muitas vezes com valores estimados em bitcoin.

Como ocorre a infecção?

A infecção é parecida com outros malware: a partir de e-mails com links de direcionamento ou anexos infectados, uma estratégia chamada phishing. É muito comum o antivírus detectar o ransomware logo no início, porém, o malware também é programado para aproveitar as vulnerabilidades do sistema, ou seja, programas desatualizados podem “deixar passar” a ameaça.

Ransomware: entenda a ameaça e como se proteger

Como garantir a proteção contra Ransomware?

As dicas de proteção contra o ransomware valem para a segurança da informação no geral. Assim, devem ser consideradas tanto em ambiente particular quanto profissional. Confira algumas opções para proteger os ambientes digitais:

1 – Comece pelos dados pessoais

Senhas fáceis e códigos pequenos podem ser facilmente quebrados, transformando o endereço de e-mail em uma porta para invasões tanto no computador pessoal quanto no sistema inteiro de uma empresa.

Pense que, se seu e-mail for invadido, é possível encaminhar uma série de mensagens para colegas de trabalho cujos endereços de e-mails estão salvos, com links e anexos já infectados.

Invista em uma política de senhas complexas, que misturem letras, números e caracteres especiais. Além disso, outra sugestão é que sejam atualizadas periodicamente, extinguindo as possíveis infecções por falha humana.

2 – Aproveite o potencial do antivírus

Muitos antivírus conseguem barrar o ransomware, então é indispensável que haja um programa de qualidade instalado nos computadores da empresa ou no equipamento pessoal.

Além disso, as atualizações não devem ser ignoradas, falhas no antivírus podem ser aproveitadas pelo malware.

3 – Atente-se às formas de invasão

Leia também:  Conheça 5 aplicações de ioT para o seu negócio

Aqui vale o olhar atento e desconfiança do usuário. Evite clicar em links que prometem grandes conquistas com poucos esforços, como “Você ganhou um carro 0 km, clique aqui!” ou “Resgate seu prêmio de 10.000.000 reais clicando no link!”.

Essas “promoções” são lotadas de vírus e podem ser fatais para o equipamento logado.

4 – Faça backups

Além de prevenir o acesso, guardar as informações em ambientes com baixo risco de invasões é uma responsabilidade de toda empresa. Para isso, há opções de backup em mídias físicas como HD externo ou pela cloud computing, uma possibilidade cada vez mais aderida.

Com o armazenamento em nuvem, os dados mais importantes são direcionados para o ambiente online, em servidores criptografados e certificados. Assim, se eventualmente o sistema for hackeado, o Plano B para recuperar informações está ativo.

O ideal é realizar backups periódicos, protegendo informações tanto do ransomware quanto de potenciais ciberameaças que possam comprometer o meio profissional e pessoal.

As ameaças virtuais são cada vez mais aprimoradas, prevendo meios diversos de infectar os equipamentos. Porém, seguir medidas da segurança da informação evita a maioria dos problemas, afinal, as soluções e setores responsáveis também prevêem as possibilidades de infecção, oferecendo ao usuário meios de se proteger antes e após as terríveis ameaças virtuais.

Compartilhe
OptiData

OptiData

Segurança, disponibilidade e otimização: a Optidata oferece soluções em cloud sob medida para a sua empresa.