Um blog com conteúdos exclusivos sobre como soluções em cloud otimizam a produtividade e reduzem custos na sua empresa!
Você sabe como funciona um data center?

Você sabe como funciona um data center?

Todas as empresas, sejam elas iniciais, pequenas, médias, grandes ou já reconhecidas como multinacionais, produzem grande quantidade de dados e informações em cada um de seus setores, um número crescente ano após ano.

Esses dados são direcionados para servidores próprios da instituição e devem ser armazenados de forma segura, para que, futuramente, sejam aproveitados em estratégias e planejamentos.

Com isso, o Data Center mostra-se necessário em todas as instituições, variando em modelos e planos de serviço a partir das atividades e demandas, porém, sendo um dos principais componentes na área de T.I.

Com essa importância, você sabe como funciona um Data Center? Entende os diferenciais?

Confira algumas informações sobre o Data Center e tire suas dúvidas de uma vez por todas, entendendo a importância e oportunidades para sua empresa!

O que é o Data Center?

O conceito de Data Center pode ser resumido como um local que processa e armazena os servidores de uma empresa, acumulando os dados dentro dos sistemas gerados na instituição.

A função do Data Center é manter tais dados e sistemas seguros e com acesso restrito à instituição e representantes, evitando invasões virtuais, perda de informações e falta de controle.

Com isso, se bem aproveitados, tais dados podem ser usados em:

  • Estratégias de prospecção e fidelização de clientes;
  • Planos de vendas e divulgações;
  • Análises periódicas das atividades da empresa;
  • Levantamento de gastos para redução de custos;
  • Avaliação de rendimento entre as áreas da empresa.

Esses exemplos são fundamentais na hora de aprimorar as atividades da instituição, expandir os serviços e melhorar os trabalhos entre as áreas!

Como funciona um Data Center?

O Data Center parte de uma infraestrutura de rede que interage com o tráfego IP (Internet Protocol) e demais meios de comunicação que possibilitam o direcionamento dos dados.

Para isso, ele pode ser interno e fixado na instituição ou externo, como em Data centers que são ofertados por empresas especializadas no gerenciamento e armazenamento de dados.

A Optidata, por exemplo, dispõe de Data Centers em Curitiba, São Paulo e Miami, que atendem empresas com serviços cloud para todo brasil e, ainda, oferecer grandes possibilidades em armazenamento e gerenciamento de sistemas, aplicações e outras informações.

Essa hospedagem de sistemas ou dados ocorre a partir de uma estrutura que suporta mais de 2.800 Racks e densidade média entre 4kVa e 12 kVa por rack, funciona ininterruptamente ao concentrar e conectar os equipamentos, switches, servidores, storages, equipamentos para backup, plataformas de software e outros componentes que forma o ambiente Cloud Computing para fornecer os servidores em nuvem .

Tais equipamentos são totalmente direcionados para funcionar no sistema de cloud computing, que otimiza as funções do Data Center, garantindo comodidade, segurança e muitos outros diferenciais para quem busca essa otimização.

Quais as formas de uso de Data Center na Cloud Computing?

A Cloud Computing é destaque quando se trata de aprimoramentos nos serviços do Data Center. A tecnologia parte das mesmas funções de servidores físicos, porém, os dados são redirecionados para diversos equipamentos de alto desempenho.

Com isso, os data centers são peças cruciais para a atuação da cloud computing e apresentam grandes diferenciais para as empresas que desejam migrar seus dados ou sistemas, como:

  • Acessibilidade pela cloud computing, permitindo que servidores, sistemas e dados sejam acessados por pessoas autorizadas em equipamentos diversos, como notebooks, tablets e smartphones;
  • Grande poder de processamento e armazenamento sem necessidade de investimento na infraestrutura em T.I. ao usar o serviço em Cloud;
  • Gerenciamento completo com a contratação do serviço de Cloud Server gerenciado.
  • Escalabilidade para sua empresa, você pode aumentar ou diminuir utilização de recursos quando quiser.
Leia também:  O que você precisa saber antes de contratar um hosting dedicado

Esses pontos são apenas alguns benefícios de um data Center pensado para oferecer serviços em cloud computing.

Porém, o mais importante é entender que as invasões virtuais e riscos de nível digital estão cada vez mais elaboradas e apresentando inúmeros problemas para empresas, com vírus que podem aproveitar informações internas para divulgar dados sigilosos, pedir uma quantidade grande de dinheiro em troca das informações obtidas ou mesmo deletar dados mensais ou anuais.

Com a hospedagem em nuvem dentro de um data center qualificado e com as devidas certificações, os riscos diminuem e a segurança aumenta, evitando transtornos internos e perdas irreparáveis. Assim, investir em serviços de cloud computing com empresas que possuem estrutura de servidores em nuvem e data center com qualidade comprovada, torna-se uma decisão prioritária, visando resguardar e qualificar os serviços da instituição.

Os Data Centers da Optidata

Mesmo que a ideia de um servidor “à distância” assuste, as empresas que oferecem tais propostas são montadas para que todas as vantagens sejam direcionadas ao contratante, além de manter as atividades internas em pleno funcionamento.

Para isso, as formas de como funciona um Data Center vão além do produto e serviço final, sendo etapas que envolvem planejamento técnico, análise sobre a atuação ou tipos de alcance da empresa e melhores formas para aproveitar todo o potencial do sistema.

Assim, há alguns pontos estruturais e técnicos que devem ser seguidos pelas instituições, como:

Espaço Físico e Climatização

Para a estrutura de todo o Data Center, o começo é considerar qual o espaço físico disponível e direcionado para os equipamentos. Como normalmente os itens são elaborados em racks com peças metálicas, servidores de apoio, storages, switches e equipamentos complementares, o local precisa ser pensado para acesso estratégico, com ótimo fornecimento de energia e infraestrutura de rede.

Para isso, por exemplo na estrutura de Data Center que a Optidata está em São Paulo, no há uso de 20.000 m² de terreno e 8.000 m² de piso elevado. Além disso, na estrutura o funcionamento possui sistema de refrigeração diferenciada.

Energia e Rede de Funcionamento

Para manter essa estruturação com boa performance, há separação de espaços entre as salas de uso recorrente para profissionais, a região dos racks e a área de alimentação dos servidores, com geradores em configuração de standby e bloco redundante com configuração UPS, resultando em dezenas de megawatts para alimentação dos sistemas.

Além disso, contamos com subestações próprias, com várias entradas de alimentação e energia redundante, evitando de diversas formas que o funcionamento dos Data Centers seja interrompido.

Segurança

Em complemento aos diversos softwares que garantem a segurança dos Data Centers, a estrutura física também deve ser considerada, principalmente em caso de acidentes.

Assim, é indispensável o uso de detectores de incêndio, supressores com água nebulizada, alarmes e equipamentos que detectam erros nos sistemas e avisam os profissionais.

Certificação

Todas essas informações acompanham a autorização e certificação oficial de empresas certificadoras, com documentos como: LEED, PCI, ISO, TIER, ISAP, SAP.

Essas certificações asseguram que a estrutura do data center tenha qualidade e segurança necessária.

O que achou das informações sobre como funciona Data Centers? Entendeu um pouco mais sobre o serviço? Aproveite para compartilhar em suas redes sociais e informar seus contatos!

OptiData

Segurança, disponibilidade e otimização: a Optidata oferece soluções em cloud sob medida para a sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *