English EN Portuguese PT

Dados na cloud significa dados expostos?

cloud
O Gartner, uma das maiores autoridades em tecnologia, disse que até 2020 praticamente todas as empresas operariam com cloud computing. Seria raro encontrar uma que ainda não a utilizasse – tão raro quanto encontrar uma empresa que operasse totalmente offline. Mas ainda assim vemos muitos gestores relutantes em deixar seus dados na cloud, principalmente, com o receio de que eles possam ficar expostos. Isso faz sentido? Ou é uma insegurança que não procede? Para tirar suas dúvidas sobre o tema e mostrar a robustez da computação em nuvem na parte de proteção de dados, preparamos um artigo imperdível. Continue lendo e tire suas dúvidas.

O que é cloud computing?

Em primeiro lugar, você precisa entender o que é cloud computing. Apesar desse termo ser muito conhecido, muitas pessoas possuem uma ideia de “senso comum” sobre, como se as informações não existissem em um espaço físico, ficando em um local etéreo e intangível (na “nuvem”).

Não é bem assim. Cloud computing é a formação de uma rede na qual os dados e soluções ficam armazenados em um servidor externo, permitindo que o usuário possa acessá-los a partir de qualquer dispositivo conectado à rede.

O servidor oferece uma maior capacidade de armazenamento e processamento de dados, de forma que você pode obter uma maior elasticidade e escalabilidade no uso de recursos. Diferentemente do que ocorre com os servidores físicos, nos quais você deve trocar os equipamentos e projetar a capacidade de uso para o futuro, hoje você pode resolver isso com poucos cliques, estando na Cloud.

Quais os benefícios da cloud computing?

Existe uma razão pela qual a cloud computing tem ganhado tanto destaque: ela é altamente vantajosa. Alguns dos seus benefícios são:
  • redução de custos;
  • maior possibilidade de escalabilidade;
  • proporciona maior agilidade e inovação no dia a dia;
  • maior segurança para as informações;
  • permite criar soluções mais robustas, já que você pode utilizar os recursos em nuvem para que ele possa rodar.

Como funciona a segurança de dados em cloud?

Uma dúvida muito comum de quem ainda sente-se receoso em optar por deixar seus dados na cloud computing é sobre a segurança deles. Afinal, quando o armazenamento é local, a empresa fica responsável por eles e há uma maior sensação de controle.

Contudo, a centralização dos dados não necessariamente significa confiabilidade nos sistemas de segurança. Isso porque as empresas que oferecem o armazenamento em nuvem, por serem especializadas nessa área, trazem diversos especialistas para a adoção dos protocolos mais modernos de cybersecurity e, assim, conseguem oferecer segurança de alto nível para seus dados.

Vejamos a seguir alguns dos pontos que representam diferenciais importantes no que diz respeito aos aspectos de segurança em cloud computing, bem como itens que seguimos aqui na Optidata e que garantem a segurança dos dados.

Monitoramento constante

Para que os servidores permaneçam em operação constante, temos profissionais que estão atuando constantemente no monitoramento das ações ocorridas dentro da nossa nuvem ou da nuvem contratada no qual prestamos assessoria. Assim, é possível identificar rapidamente tentativas de invasão, condutas inadequadas, entre outros pontos que possam representar riscos de segurança e conseguem resolvê-los mais rapidamente.

Muitas vezes, quando as organizações utilizam servidores físicos, esse monitoramento não é tão incisivo. Os primeiros sinais começam a aparecer quando os danos já estão acontecendo e, assim, um possível prejuízo tende-se a ficar cada vez mais exposto.

Quebra de perímetros

Aqui podemos trazer um ponto que está intimamente ligado com o cerne da cloud: a quebra de perímetros. Um dos pontos que temos que está ligado com maior efetividade de ataques de cibercriminosos diz respeito ao ponto de acesso. Quando falamos em servidores físicos, as medidas de proteção estão ligadas a um modelo de segurança por perímetro.

Na cloud temos a possibilidade de criar uma malha de cibersegurança, o que complexifica e potencializa as medidas. Assim, quesitos que são muito comuns de falhas no ambiente físico (como uma API não segura, um gerenciamento ruim de identidade e credencial, entre outros pontos) são minimizados no ambiente de cloud.

Criptografia

A criptografia é um dos mecanismos mais utilizados atualmente para proteção de dados em nuvem e não é à toa: com a sofisticação desse tipo de mecanismo, é possível oferecer uma proteção mais robusta e eficiente no dia a dia.

Assim, mesmo que os dados possam passar por algum tipo de vazamento ou interceptação, o cibercriminoso não conseguirá identificar o dado em si. Isso porque apenas quem possui as chaves poderá descriptografar a informação. Assim, oferece-se uma camada extra de proteção.

Responsabilidade compartilhada

Aqui é importante lembrar: a empresa provedora tem compromisso de trazer os protocolos mais seguros e modernos para proteção dos dados da sua empresa. Por isso, elas tendem a ter um corpo de especialistas ao seu lado, de forma a identificar rapidamente qualquer tipo de questão que possa se apresentar como uma tentativa de cibercrime e, assim, intervir para solucionar a questão rapidamente.

Essa rapidez, muitas vezes, não é possível na estrutura interna da sua empresa. Pense que, em alguma medida, é uma terceirização da parte de proteção de dados para quem realmente entende do assunto e pode dedicar-se a acompanhar essas questões.

Mas lembre-se: a responsabilidade é compartilhada. Por isso, você também deve investir em manuais de boas condutas e treinamentos por parte dos seus profissionais, para que eles possam atuar de forma eficiente e, assim, também não coloquem os dados da sua empresa em xeque no uso do serviço de cloud.

Como a Optidata trabalha essas questões?

Aqui na Optidata nós priorizamos a segurança dos dados dos nossos clientes, sem que eles percam eficiência. Nós operamos com uma estrutura robusta de cybersecurity para todos os nossos parceiros, independentemente do seu tamanho. Além disso, temos pacotes para a realização de backup frequente, gerando redundância das informações. Assim, mesmo que o servidor prioritário caia, restabelecemos o acesso por meio das cópias de segurança. Por isso, a importância da contratação de backup para garantir a segurança da sua infraestrutura. Também temos uma política de disaster recovery eficiente. Mesmo em casos de problemas, é possível restaurar o acesso rapidamente e seus dados estarão devidamente protegidos em nossa cloud.

Quais os diferenciais da Optidata?

Além de boa segurança, podemos proporcionar outros diferenciais importantes para sua empresa caso conte com nossos serviços. Estão entre eles:
  • somos especialistas em soluções em cloud e nossos profissionais são altamente especializados no assunto;
  • nosso servidor tem funcionamento em múltiplos Data Centers Tier 3, localizados no Brasil
  • oferecemos serviços com redundância geográfica;
  • temos a menor latência do mercado;
  • agilidade no acesso aos dados;
  • flexibilidade e elasticidade que a tecnologia em nuvem proporciona, entre outros pontos.
Dados na cloud são seguros sim. Eles dificilmente ficam expostos a cibercriminosos e estarão sempre disponíveis para o seu uso no dia a dia. Por isso, não deixe de contar com os nossos serviços. Você vai se surpreender. Entre em contato e tire suas dúvidas conosco!

Somos especialistas em soluções cloud premium!

Converse conosco e não fique pra traz!

Onde estamos localizados

localização optidata

Chapecó (SC) - Brasil

Av. Getúlio Dorneles Vargas,
4135N - Bairro Líder
+55 49 3199-4242

Florianópolis (SC) - Brasil

SC - 401, Km 04, s/n
Saco Grande
+55 49 3199-4242

São Paulo (SP) - Brasil

Alameda Grajau - 219
Alphaville Centro Barueri

Datacenter Curitiba Brasil

Rua Iapó 1408 - Prado Velho
Curitiba (PR)

Datacenter São Paulo Brasil

Av. Marcos penteado de
Ulhôa Rodrigues, 249

Inscreva-se
na nossa
CloudNews

Fique por dentro das principais
tendências e soluções Cloud