English EN Portuguese PT

NVMe: como essa tecnologia auxilia os clientes cloud?

nvme

Somos especialistas em soluções cloud premium!

Eleve seu negócio para um novo nível!

Servidores com interfaces de armazenamento cada vez mais rápidas podem significar maior vantagem competitiva para as empresas. Embora o SSD já seja uma tecnologia de armazenamento consolidada e útil às necessidades do negócio, existe uma outra solução que visa aprimorá-la: o NVMe.

Também conhecido por Non-Volatile Memory express, o NVMe foi criado por um grupo composto de 80 empresas. A ideia de gigantes do mercado como Intel e Microsoft era melhorar a performance dos servidores SSD, visto que ele, apesar de mais rápido que o SATA, ainda possuía limitações. Para se aprofundar no tema e entender o papel do NVMe na melhora da performance de data centers, continue a leitura até o final! 

Em que aspectos o NVMe se diferencia do SATA e do SSD? 

Para promover alta performance, o NVMe possibilita a conexão entre o servidor e o SSD através do barramento PCI Express. A Intel, criadora deste barramento, viu que o volume de dados crescia em um ritmo maior do que a capacidade dos conectores nas placas-mães dos computadores.  Tanto em computadores pessoais como corporativos, deseja-se que a comunicação entre processador e disco rígido seja a melhor e mais rápida possível. Portanto, o NVMe é ideal não somente para empresas como também para computadores pessoais, que precisam de velocidade para processar os dados. 

Um dos principais aspectos que diferencia o NVMe do HD e do SATA é a velocidade de leitura e escrita. Conexões SATA, embora antigas, ainda conseguem performar bem em computadores que não demandam tanto processamento, e sua velocidade é de 550 Mb/s, aproximadamente.  O SSD permite uma leitura e escrita de dados com velocidade superior ao do SATA, inclusive com uma latência menor. Por possuir uma conexão PCIe x8, a velocidade de leitura do NVMe é ainda maior do que no SSD. A consistência também é um fator a ser mencionado no NVMe, visto que eles proporcionam estabilidade e previsibilidade ao armazenamento de dados nos servidores.

Quais os benefícios do NVMe para data centers? 

Profissionais que desejam fazer, por exemplo, a edição de arquivos, podem conseguir esse feito até dez vezes mais rápido, na comparação com o SSD. Para uma empresa, isso significa colaboradores com mais tempo livre no exercício de outras atividades, especialmente aquelas menos operacionais e com maior caráter estratégico. 

Algumas empresas precisam de alta performance e baixa latência em termos de leitura e escrita no armazenamento. Além disso, os usuários internos e clientes sempre esperam alta performance e velocidade na hora de usar suas estações de trabalho. Na prática, uma das formas de fazer isso é a acessibilidade de dados de um software cada vez mais próximo do processador. 

Nesse sentido, o barramento PCIe foi evoluindo, proporcionando, assim, maior velocidade e menor latência. Tanto o software quanto o hardware dos data centers precisam se assemelhar em velocidade, e o PCIe é atualmente a tecnologia mais rápida para entrada e saída de dados. No entanto, as limitações se dão do lado do software, em virtude de protocolos e interfaces projetadas há muito tempo, quando a demanda de processamento era menor.

Em outras palavras, antes do NVMe, havia essa disparidade entre o barramento, protocolo e interface, impedindo, assim, a liberação de todo o potencial de velocidade na leitura e gravação de dados. 

Produtividade e ganho de tempo

Quando o servidor usa o SATA, é possível usar apenas uma fila de 32 comandos. O NVMe permite tanto mais filas quanto comandos (64 K de filas com capacidade de 64 K comandos em cada). A implicação disso para usuários é o aumento na produtividade, visto que uma atividade pode agora ser concluída em menos tempo. 

Escalabilidade

Um servidor com baixo desempenho e escalabilidade tende a dificultar bastante a expansão das operações do negócio. Em vários cenários onde a infraestrutura de TI é local, os custos envolvidos e a limitação dos servidores torna necessária a migração de todo ou parte do parque tecnológico para a nuvem.

Quando a empresa adota a computação em nuvem, torna-se, tecnicamente, mais fácil escalar seus recursos de armazenamento. Companhias pequenas e médias podem se tornar maiores no futuro, o que exige hardware mais rápido, a ponto de suportar o aumento da carga de trabalho. Como é o caso do NVMe que suporta mais cargas de trabalho em um mesmo dispositivo. 

Diferenciais da nossa Cloud

Nossos especialistas entendem qual é a melhor tecnologia para promover soluções premium para as empresas, e quando se fala em soluções de armazenamento, uma tecnologia que vem tendo destaque é NVMe, como foi possível ver no decorrer do texto. Aqui na Optidata, utilizamos o Nvme IBM, trazendo um diferencial de mercado. Além disso, o parque tecnológico pode incorrer em custos proibitivos para as empresas.

Servidores internos não só demandam espaço, mas também manutenção, boa refrigeração, cuidados com a parte elétrica e uma equipe de suporte. A segurança e a escalabilidade são outros pontos críticos de manter servidores internos, o que aumenta a necessidade de contar com serviços como os da Optidata. 

Nossos data centers são dotados do que há de mais novo e melhor em termos de leitura e gravação de dados. Logo, temos o potencial ideal para trazer maior produtividade ao seu time e agilidade aos processos da sua empresa. A consequência disto é maior disponibilidade dos sistemas, clientes mais satisfeitos e maior vantagem competitiva. 

Otimização de infraestrutura

O foco da nossa empresa está na otimização da sua infraestrutura de TI. Migrando ela totalmente ou parcialmente para a nuvem, não só os custos que citamos há pouco podem ser eliminados, mas também a segurança de dados é reforçada.  Nossa intenção é entender o que o seu negócio precisa e, com base nisso, propor a melhor solução. Para evitar quedas de servidor, por exemplo, trabalhamos com proteção anti-DDOS, e temos também mecanismos de redundância total de energia elétrica e ar-condicionado. 

Quando adotado, o NVMe promove diversos ganhos a servidores e estações de trabalho. Como vimos ao longo do texto, o alto potencial do barramento PCIe era barrado por limitações de software, em relação a protocolos e interfaces antigas de entrada e saída de dados. Sendo mais rápido do que SSD e SATA, o NVMe aumenta o desempenho dos dispositivos, aumentando a produtividade dos colaboradores e a satisfação dos clientes da empresa. 

Ficou interessado em saber mais sobre as soluções Optidata? Então entre em contato conosco agora mesmo!

Onde estamos localizados

localização optidata

Chapecó (SC) - Brasil

Av. Getúlio Dorneles Vargas,
4135N - Bairro Líder
+55 49 3199-4242

Florianópolis (SC) - Brasil

SC - 401, Km 04, s/n
Saco Grande
+55 49 3199-4242

São Paulo (SP) - Brasil

Alameda Grajau - 219
Alphaville Centro Barueri

Datacenter Curitiba Brasil

Rua Iapó 1408 - Prado Velho
Curitiba (PR)

Datacenter São Paulo Brasil

Av. Marcos penteado de
Ulhôa Rodrigues, 249

Inscreva-se
na nossa
CloudNews

Fique por dentro das principais
tendências e soluções Cloud